Desenvolvedores.Net - TechBlog

Definições – Intermediário (POO)

4
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 4,71 de 5)
Loading...
19 de dezembro de 2010
Para um melhor entendimento deste Artigo veja o Índice (Programação Orientada a Objetos)
Mensagens:
As mensagens são bem simples de entender, mensagens são informações trocadas entre um objeto e outro.
Estas mensagens podem modificar o comportamento do objeto a quem a mensagem foi direcionada,
ou retornar um valor a quem pediu.
A interação dos objetos é feito através de mensagens.Ex: É uma chamada para invocar um de seus métodos.

Pessoa pessoa = new Pessoa();
pessoa.Comer("Maçã");

Neste caso a chamada do método Comer(string alimento) em pessoa gerou uma mensagem,
e indicou ao objeto pessoa para comer uma maçã.

Vejamos outro exemplo:

Pessoa pessoa = new Pessoa();
//aqui Sonhar() retorna true
if (pessoa.Sonhar())
Console.WriteLine("A pessoa está sonhando");

Neste caso o objeto retornou uma informação a quem o chamou, o método retornou que a pessoa esta sonhando.

Overriding:
Override nada mais que é que sobrescrever, substituir o método da classe pai por um método escrito na classe filha.
Você só pode usar o override em métodos que permitam serem sobrescritos.
Ex:
A classe Marcelo (sou eu … rs) herda de pessoa seu comportamento, atributos e todo o mais.
Mas Marcelo não gosta de maçãs, logo a classe Marcelo vai sobrescrever o método Comer(string alimento).
Vejamos como fica:

class Marcelo : Pessoa
{

public override void Comer(string alimento)
{
if (alimento == "Maçã")
Console.WriteLine("Eu não gosto de maçãs. Não vou comer.");
else
base.Comer(alimento);
}
}

Overload:
Ao pé da letra sobrecarga de métodos, significa ter métodos com o mesmo nome e assinatura* diferente.
*Assinatura:
Assinatura de um método é como ele foi declarado, seu nome completo, nome e sobrenome (parâmetros).
Ex: Veja o método Comer(string alimento) podemos dizer que Comer é seu nome e string alimento
é seu sobrenome (parâmetros) que podem ser um ou mais.
Veja o método Comer na classe Pessoa.

public class Pessoa
{

public string Nome { get; set; }

public void Andar()
{ }

public virtual void Comer()
{ }

public virtual void Comer(string alimento)
{
Console.WriteLine("Comendo " + alimento);
}

public void Falar()
{ }

public Boolean Sonhar()
{
return true;
}
}

Persistência:
É a capacidade de um objeto de salvar seus dados para uso em outro momento.
Este termo é muito utilizado quando falamos de banco de dados, onde um objeto salva os dados em uma tabela.
Imaginamos que no objeto pessoa temos as propriedades, Nome, Telefone e CPF e precisamos salvar
estes dados para que quando o aplicativo for fechado possamos recuperar o mesmo ao abrir o aplicativo novamente.

Existem dois tipos de dados, transientes ou persistentes:

Para reforçar:
Dados Transientes: São dados que são válidos apenas dentro do programa ou transação.
Quando o programa é fechado ou a transação termina os dados se perdem
Dados Persistentes: São armazenados fora do contexto do programa,
existem mesmo quando o programa for fechado e
podem ser recuperados a qualquer momento.

Exemplo em CSharp de como persistir (serializar) um objeto

Declaração da classe Pessoa:

public class Pessoa
{
public string Nome { get; set; }

public string Telefone { get; set; }

public string CPF { get; set; }
}

Exemplo da serialização:

//popular o objeto pessoa
Pessoa pessoa = new Pessoa();
pessoa.Nome = "Marcelo";
pessoa.CPF = "000.000.000-00";
pessoa.Telefone = "(00) 0000-0000";

//criar o objeto que irá serializar a pessoa em XML
System.Xml.Serialization.XmlSerializer x =
new System.Xml.Serialization.XmlSerializer
(pessoa.GetType());

//salvar no arquivo XML pessoa.xml
System.Xml.XmlTextWriter xmlWriter =
new System.Xml.XmlTextWriter("pessoa.xml", Encoding.UTF8);

//serializar para pessoa.xml
x.Serialize(xmlWriter, pessoa);

//liberamos o arquivo xml
xmlWriter.Flush();
xmlWriter.Close();

//Neste momento se você abrir o arquivo pessoa.xml
//em algum editor
//verá os dados do objeto pessoa
System.Xml.XmlTextReader xmlReader =
new System.Xml.XmlTextReader("pessoa.xml");

//recuperar os dados e popular o objeto pessoa.
pessoa = (Pessoa)x.Deserialize(xmlReader);

//como teste, iremos passar o nome para uma variável string
string nomePessoa = pessoa.Nome;

Esta ilustração mostra o processo geral de serialização.

Ver Índice

É isso ai pessoal 🙂
Até o próximo
♦ Marcelo

Compartilhe!

About Marcelo

Nascido em Juruaia/MG em uma fazenda de criação de búfalos, e residindo na região Sul do Brasil. Trabalha com desenvolvimento de aplicações desde os 17 anos. Atualmente é Arquiteto Organizacional na Unimake Software. Para saber mais ... http://desenvolvedores.net/marcelo []'s

1 Comment for this entry

3 Trackbacks / Pingbacks for this entry

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>